Páginas

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Presidente do CRM-MG tem aposentadoria suspeita

Aposentadoria sob suspeita no Conselho Regional de Medicina de Minas


Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) questionaram no ano passado a aposentadoria do presidente do Conselho Regional de Medicina de Minas (CRM), João Batista Gomes, por suspeita de irregularidade, no processo de numero 011214/2012. João Batista foi funcionário do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, onde se aposentou.

Críticas
Na semana passada, João Batista Gomes se envolveu numa grande polêmica ao criticar o programa Mais Médicos, criado pelo governo federal. Ele afirmou que iria orientar os médicos a não socorrerem erros dos colegas cubanos.

Representação
A suposta incitação aos colegas provocou uma representação contra João Batista no Conselho Federal de Medicina (CFM), feita pela médica Ana Reis, para que seja apurada omissão de socorro, o que é considerado crime pelo Código de Ética.

Reprovados
Cerca de 50% dos médicos brasileiros que fizeram exames nos conselhos regionais de medicina foram reprovados, mas receberam autorização para exercer a medicina.