Páginas

domingo, 15 de fevereiro de 2015

O xerifão que virou suco

Francischini, o valentão do PIG, sendo contido pelos colegas na Câmara durante entrevero com Dr. Rosinha (PT-PR)
O camarada chegou botando banca de "xerifão", "Batman", "Super-homem da Lei".

Trazia na bagagem - e fazia questão de jactar-se disso - a lenda de que "tinha sido ele "o homem que prendeu o Abadia".

Daí (entre outras cagadinhas) veio o episódio do photoshop da tatuagem.

Daí veio a entrevista na TV com a pistola na cintura.

Daí... veio o fiasco, a aberração, a abominável, a indescritível, a inacreditável, a desastrada, a paranóica, a burlesca, a farsesca, a tragicômica "Operação Camburão".

Minhas suspeitas foram confirmadas:

Não foi ele quem prendeu o Abadia.

Quem prendeu o Abadia foi a Polícia Federal... 

APESAR dele.


Um comentário:

  1. Eles sempre acabam no ridículo, de onde nunca deveriam ter saído

    ResponderExcluir