Páginas

domingo, 17 de setembro de 2017

Abrasme* manifesta repúdio às mudanças na Saúde Mental em Curitiba

no Facebook

Abrasme Núcleo Carrano PR manifesta repúdio a transformação dos CAPS da cidade de Curitiba-PR em "CAPS HÍBRIDOS" e convoca a sociedade civil para amplo debate:

A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, numa iniciativa ilegal frente a Política Nacional de Saúde Mental construída por Conferências Nacionais e Legislações Federais, iniciou um debate interno, sem a participação da sociedade civil por meio dos conselhos e conferências previstas em lei para tal fim, com o objetivo de descaracterizar os serviços de saúde mental do município, tornando-os inespecíficos para usuários com transtornos mentais graves ou transtornos decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas. 

Com a premissa de que a rede tem um mau funcionamento e de que estes dispositivos "não tem evidência cientifica de resolutividade”, como disseminado pelo atual Coordenador Nacional de Saúde Mental Quirino Cordeiro Júnior, a reorganização do serviços fundirá os CAPS para transtorno mentais graves como psicoses, esquizofrenias e depressões com os CAPS Ad, para transtorno mental decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas. 


Sem dúvida, esta descaracterização pode causar o sucateamento das ações de desinstitucionalização e cuidado em liberdade e facilita a aproximação com os serviços privados, e a "ambulatorização" ou até mesmo a terceirização destes serviços. 

Entre outras perdas que este modelo proposto apresenta estão: diminuição de acesso de populações historicamente discriminadas, em especial usuários abusivos de álcool e outras drogas, diminuição de acesso de usuários com transtornos mentais graves, cujas famílias frequentemente entendem o contato com usuários de drogas perigoso e deletério, diminuição da qualidade de assistência de ambos os perfis de usuários, uma vez que se perde a expertise dos serviços e consequentemente o descredenciamento dos serviços junto ao governo federal, rompimento de vínculos construídos entre trabalhadores e usuários, decorrente do remanejamento arbitrário das equipes multiprofissionais, prejuízos de ordem técnica de estratégias de manejo, como oficinas expressivas e terapêuticas para públicos específicos. 

É muito possível que está iniciativa esteja em consonância com interesses das instituições psiquiátricas privadas e Comunidades Terapêuticas, que até 2013 recebiam amplo financiamento do governo municipal.

Por isso convidamos a todos os usuários, familiares, trabalhadores, estudantes para que se façam presentes nas reuniões que discutirão essas novas propostas:

1 - NIED- Núcleo Interdisciplinar de enfrentamento à Drogadição da UFPR
Local: Praça Stos Andrade, Prédio Histórico da Ufpr. Pro Reitoria de Extensão e Cultura, 3a andar. Sala de reunião.
Dia : 14/09/17 às 14h

2- Reunião da Comissão de Saúde Mental 
Local: Centro de Convenções do Ed. Laucas - Rua Francisco Torres, 830.
Dia: 20/09/17 às 8h

3 - Reunião Ordinária do Colegiado Gestor do Núcleo Carrano da Abrasme PR
Local: UFPR - Campus Jd. Botânico - Av. Lothario Meissner, 3400 - Prédio Didátio II - Sala 5
Dia: 06/10/17 às 18hs

Informações: abrasme.pr@gmail.com ou 
facebook/abrasmecarrano

Não deixe de participar, a saúde mental não pode ser objeto de retrocesso e jogadas políticas! Pela saúde mental de qualidade e pelo cuidado em liberdade!

*ABRASME (Associação Brasileira de Saúde Mental)