Páginas

sábado, 21 de julho de 2018

Ainda o Crivellagate - burla na marcação de consulta

no Outra Saúde (por email)

MAIS (SOBRE) REGULAÇÃO


O Ministério Público do Rio quer que Marcelo Crivella se comprometa a aumentar a transparência do Sisreg e encaminhou ao prefeito na quarta (18) uma carta de compromisso. A ideia central do documento é a criação de uma site para que os usuários possam saber que posição ocupam na fila do atendimento, qual sua classificação de risco, a data inicial do registro do pedido, se este foi negado, devolvido, está pendente ou concluído, e por aí vai. 

E o sistema de regulação de vagas e procedimentos no SUS é o assunto da matéria do jornal O Globo, que explica que, no Rio, a regulação é dividida nas esferas estadual e municipal, com os casos mais simples, como as cirurgias de catarata, na segunda (Sisreg) e os mais complexos, como transplantes, na primeira (SER, ou sistema estadual de regulação). Em ambos os casos, a espera para alguns procedimentos é grande, e pode exceder cem dias. Uma vez atendido, o usuário é encaminhado para uma unidade pública ou conveniada ao SUS. E depois do procedimento ou consulta realizado, ele é inscrito em uma nova fila de acompanhamento do problema de saúde para obter uma vaga de retorno.